Compartilhe
FaceBook  Twitter  

 

Hoje registramos a ata da nossa assembleia geral extraordinária da Federação de Xadrez do Pará (FEXPA).

O tabelião do Cartório do 2º ofício de Registro de Pessoas Jurídicas, órgão auxiliar do Poder Judiciário, reconheceu a legalidade da nossa assembleia e da ata e, portanto, a partir de agora o Paulo Cohen e a diretoria dele já estão juridicamente afastados e não representam mais legalmente a Fexpa.

Logo, a partir de agora, qualquer ato que façam usando o nome da nossa entidade, a Fexpa, pode vir a ser considerado criminoso.

Inclusive o banco já reconheceu a legalidade da assembleia, bloqueou o cartão utilizado pelo Cohen e entregou um extrato bancário para a comissão eleitoral.

Só nesse extrato, já verificamos mais bombas.

Dia 4, agora, entrou um dinheiro na conta da Fexpa e saiu para contas particulares de terceiros.

Nós vamos aprofundar as investigações e descobrir tudo.

Portanto, está sacramentada a legalidade da nossa assembleia e está confirmada a eleição da nova diretoria da Fexpa que vai haver dia 30 de janeiro de 2016.

Vamos participar da eleição, gente!!! Não há nada melhor pra superar essa crise. ELEIÇÕES!!!!!!